Famosos

Governador do RS pede desculpas por afirmar que doações prejudicam comércio.

# Governador do RS se desculpa após polêmica sobre doações atrapalharem o comércio

Após uma declaração controversa sobre o impacto das doações no comércio local, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), voltou atrás e pediu desculpas pelo mal-entendido. Em entrevista à BandNews FM, ele explicou que não teve a intenção de desmerecer as doações, mas sim de ressaltar a preocupação com os pequenos comerciantes diante da tragédia.

O político afirmou que, dentre as diversas preocupações trazidas pela situação de calamidade, o impacto no comércio local será abordado em outro momento, sem tirar o mérito da imensa onda de solidariedade que tem sido vista em todo o país e até mesmo no exterior.

Na terça-feira (14/5), em uma entrevista à rádio, Eduardo Leite fez um comentário que gerou polêmica, levantando questões sobre o volume de doações físicas recebidas pelo estado e sua possível influência no cenário econômico local. O governador ressaltou a importância de analisar os possíveis impactos no reerguimento do comércio, considerando a diversidade de itens doados de diferentes regiões do Brasil.

## Solidariedade em meio à tragédia

Desde o dia 27 de abril, o sul do Brasil enfrenta uma crise causada por fortes chuvas e enchentes, resultando na perda de 107 vidas humanas, de acordo com dados da Defesa Civil, e inúmeras perdas de animais. O portal LeoDias anunciou uma parceria com a Peg&Pet e as ONGs Abrigo Anjo Gabriel, Instituto Caramelo e Campo Bom pra Cachorro, com o objetivo de arrecadar e transportar insumos essenciais para ajudar tanto os animais quanto as pessoas afetadas pela tragédia.

Se você deseja contribuir com essa iniciativa solidária, clique [aqui](https://exemplo.com) e saiba como ajudar!

**Veja as imagens do trabalho voluntário:**

– [Foto 1](https://exemplo.com/foto1)
– [Foto 2](https://exemplo.com/foto2)
– [Foto 3](https://exemplo.com/foto3)

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo