Jogador de futebol é atropelado em São Paulo após briga em lanchonete (70 caracteres)

# Empresário atropela jogador de futebol após briga em lanchonete

No último dia 31 de março, uma trágica situação chocou a cidade de Arujá, na Grande São Paulo. Um empresário, após uma briga iniciada em uma lanchonete, atropelou o jogador de futebol Caíque Solerinho de Andrade, de 28 anos, e fugiu do local.

## Briga e tragédia

Tudo começou em uma lanchonete de uma rede de fast-food, onde o jogador Caíque se envolveu em uma discussão com o empresário. Posteriormente, o jogador seguiu para uma casa noturna acompanhado de uma mulher. Foi na saída da boate que o crime aconteceu.

O empresário, em um Volkswagen Jetta, voltou a confrontar Caíque e, de forma repentina, atropelou o jogador, lançando-o por cima do veículo. As câmeras de segurança registraram todo o ocorrido, facilitando a identificação do suspeito.

## Desfecho e investigação

O delegado Jaime Pimentel, do Distrito Policial de Arujá, não revelou o nome do empresário, mas destacou que um mandado de prisão já foi emitido. O carro utilizado no crime, um Volkswagen Jetta, estava registrado em nome de outra pessoa, que alegou tê-lo vendido para o autor.

Caíque foi levado em estado grave para um hospital em Mogi das Cruzes, com sua esposa descrevendo a situação como “grave” e “delicada”. O jogador, que já passou pela Ponte Preta, agora integra times amadores.

## Repercussão e comoção

O caso causou grande comoção na cidade, com familiares e amigos de Caíque manifestando choque e indignação. Fabiene Alves, esposa do jogador, expressou sua surpresa diante da brutalidade do acontecimento, revelando que tudo foi extremamente rápido e chocante.

A polícia continua com as investigações para esclarecer todos os detalhes do caso e garantir que a justiça seja feita. A violência e a impunidade não podem prevalecer em nossa sociedade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *