Veterano da Marinha dos EUA que alega ter invadido a sede do FBI tinha presença online ligada ao QAnon.

# **Tentativa de Invasão ao FBI: Ex-Técnico de Submarinos da Marinha é Preso**

Na tarde de segunda-feira, um ex-técnico de submarinos da Marinha foi preso após tentar invadir a sede do FBI perto de Atlanta. Ervin Lee Bolling, o suspeito, ainda não revelou os motivos que o levaram a cometer tal ato.

## **Detalhes do Incidente**

De acordo com relatos, Bolling dirigiu um SUV laranja com placas da Carolina do Sul contra a sede do FBI. Após colidir com a barreira final, ele tentou seguir um funcionário do FBI até o estacionamento. Ao ser instruído a permanecer sentado em meio à confusão, Bolling resistiu e tentou novamente entrar nas instalações.

Posteriormente, Bolling foi acusado de destruição de propriedade governamental e resistência à prisão, de acordo com registros judiciais revisados pela imprensa.

## **Perfil do Suspeito**

Pesquisadores identificaram uma conta em uma rede social com referências ao mascote da Universidade de Clemson, instituição da qual Bolling demonstra apoio em seu perfil público do Facebook. A conta em questão interagiu com conteúdo da QAnon e demonstrou posições contrárias às vacinas, além de apoiar o ex-presidente Donald Trump.

## **Consequências das Teorias da Conspiração**

Atualmente, as redes sociais têm sido um terreno fértil para disseminação de teorias da conspiração e radicalização, levando a atos de violência na vida real. A falta de controle e moderação nessas plataformas tem permitido a propagação destas ideias extremistas.

## **Considerações Finais**

A prisão de Ervin Lee Bolling ilustra os perigos do extremismo online e a importância de se combater a disseminação de teorias da conspiração. É fundamental aprofundar o debate sobre a regulação das redes sociais e a responsabilidade das plataformas em frear o avanço de discursos violentos e prejudiciais à sociedade como um todo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *